domingo, 31 de maio de 2015

Em paz


"Se você está em paz
Você está vivendo no
momento presente."

Lao Tzu

sábado, 30 de maio de 2015

O principezinho e a raposa...



"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas." (Exupéry)
É fato que tal afirmação contém muito mais nas entrelinhas. E eu fico aqui pensando: O que amo quando amo? Amo o que de mim há no outro... O que é que se cativa? De que é que se torna responsável aquele que cativa ou que se deixa cativar? Torno-me responsável por aquilo que cativo, que conquisto, independente do que seja: coisas boas, sentimentos nobres, ações e reações, pensamentos, simpatia (e também o contrário disso tudo). Tu me cativaste. Teremos necessidade um do outro.
"Se tu vens às quatro da tarde, desde as três eu começarei a ser feliz." (Exupéry)


Sandra Medina Costa

sexta-feira, 29 de maio de 2015

Sonho


O brilho do Sol, no lado de dentro da gente, se chama "Sonho".
Rubem Alves

quinta-feira, 28 de maio de 2015

quarta-feira, 27 de maio de 2015

terça-feira, 26 de maio de 2015

Promessa não cumprida






Não envelhecemos juntos,
conforme nos prometemos
no auge do amor que tivemos.
Cada qual seguiu seu rumo.

Havia a imaturidade
ainda a ser superada.
Da vida em comum sonhada
ficou somente a saudade.

Foram tantos os espinhos,
que o deixei para trás, sozinho
na difícil viagem da vida.

Promessas de amor a alguém
são sagradas, meu bem.
Não podem ser esquecidas.

Sandra Medina Costa

segunda-feira, 25 de maio de 2015

domingo, 24 de maio de 2015

Ação de graças




Na mente, nos lábios meus:
Coração que acalma,
Instruções de Deus.

Sandra Medina Costa

sábado, 23 de maio de 2015

sexta-feira, 22 de maio de 2015

quinta-feira, 21 de maio de 2015

quarta-feira, 20 de maio de 2015

O futuro


"A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo"
Peter Drucker

terça-feira, 19 de maio de 2015

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Cada vida


Cada vida é sensível ao amor.
Mesmo as coisas inanimadas como as flores, que não têm consciência, compreendem se você as ama ou não.

Gurdjieff

domingo, 17 de maio de 2015

Prendedor de roupa


Prendedor de roupa é bicho doido:
só depois que a roupa suja é lavada,
ele “segura as pontas”.


Sandra Medina Costa

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Passos


Passos.
Passe livre.
Pés descalços.
Peço ajuda.
Penso no caminho a ser feito.
Peso os caminhos feitos.
Todos eles – pés, caminhos... – me trazem de volta pra casa.
(...)
Na barriga da mãe,
o pezinho que chuta,
expande, encolhe, expande...
Cá fora do materno ventre
o pezinho a falta sente
do colo macio em que antes pisava...
Agora é duro
o chão que o aguarda
cheio de pedregulhos
na longa caminhada.

Pés no chão.
E os caminhos se fundem,
confundem,
conduzem a lugar nenhum.


Sandra Medina Costa

[Imagem Google]

quinta-feira, 14 de maio de 2015

quarta-feira, 13 de maio de 2015

13 de maio - Nossa Senhora de Fátima


"Maria conhece todas as nossas necessidades, mágoas, tristezas, misérias e esperanças. Interessa-se por cada um de seus filhos, roga por cada um com tanto ardor como se não tivera outro". (Serva de Deus, Madre Maria José de Jesus)

terça-feira, 12 de maio de 2015

segunda-feira, 11 de maio de 2015

Floração de outono


Oi, Medina!
Fiquei vigiando minha flor
desde que ela brotou.
Flor de maio, flor de seda,
rosa, vermelho carmim,
ciclo de vida perene...
Capricho no outono, nem teme
o vento frio da manhã!
Hoje acordei e ela estava assim:
linda, arregalada,
olhando pra mim...
Lembrei de coisas lindas,
Simplicidade da vida.
Resolvi escrever-lhe e enviar.
Aí está. Vai com abraço.


Gizele Silveira (em coautoria com Sandra Medina)

sábado, 9 de maio de 2015

Meninar


Eu ainda meninava...
e já ia alto o sol
numa pressa louca
de alcançar o arrebol.

Ainda meninava...
quando a lua no céu
me ninava lá do alto
trazendo medos e sobressaltos.

A pressa do sol em nascer e se pôr
levou logo a meninice
e me trouxe o primeiro amor.

Ser menina, moça, mulher, senhora...

Os sóis da minha vida,
tão rápidos outrora,
arrastam-se agora
na modorra lá fora.
Não há mais pressa,
nem arrebol.

Só a lua continua a meninar,
independentemente da fase
(cheia, nova, minguante, crescente),
não cresce, nem amadurece.
Fica no alto do céu,
suave a ninar a gente.


Sandra Medina Costa

[Imagem Google]

sexta-feira, 8 de maio de 2015

Poetrix 14


À noite

Meu silêncio zumbe no ouvido esquerdo
e só encontra calma e sossego
no recanto mais fundo d’alma.


Sandra Medina Costa

quinta-feira, 7 de maio de 2015

quarta-feira, 6 de maio de 2015

terça-feira, 5 de maio de 2015

Haicai 6


O sol tímido da manhã
beija cálido
do rosto a maçã.


Sandra Medina Costa

[Foto: g1.globo.com]

segunda-feira, 4 de maio de 2015

domingo, 3 de maio de 2015

Monotonia surrealista


As palavras passam,
vêm e vão.
Entre elas,
o ar do ventilador
trocando as sílabas de lugar,
misturando tudo,
formando outras palavras...
Às vezes, palavras novas...
Às vezes, desconexas...

E a situação se agrava mais ainda
quando as pessoas,
estrategicamente acomodadas em seus lugares,
formando um quadrado quase perfeito,
resolvem falar ao mesmo tempo!

O ventilador quase vai à loucura!
Gira para um lado,
gira para o outro,
tenta desesperadamente identificar
de onde partiu cada palavra,
para poder lançar o ar e fazer sua arte.

Instala-se o caos. Já não se entende mais nada.


Sandra Medina Costa

[Imagem Google]

sábado, 2 de maio de 2015

sexta-feira, 1 de maio de 2015

Se


A Oração de MAIO


"Sou um homem: nada do que é humano me é estranho." (Terêncio)

Pai Santíssimo, iniciamos nossa oração agradecendo a oportunidade de nos unirmos à voz daqueles que rejeitam a cultura da indiferença. Tu conheces nossas fraquezas e limitações, por isso pedimos: fortalece-nos para que sejamos capazes de cuidar dos irmãos que sofrem, em particular os doentes e os pobres, da maneira que o Senhor assim determinar.
Rogamos à Virgem Maria que interceda pelos Teus filhos missionários em seu trabalho de evangelização. Que estejam cada vez mais fortalecidos na fé e sempre dispostos a anunciarem Jesus.
Amém.


Sandra Medina Costa